AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 13 de março de 2013


Exemplos de desenhos em pavimento português em Aveiro







Avenida Dr. Lourenço Peixinho, Aveiro, Portugal
Fotos: Celso Gonçalves Roc2c

Calçada á Portuguesa


Foto: Reprodução
Bergoglio ocupava cargo de arcebispo de Buenos Aires
Bergoglio ocupava cargo de arcebispo de Buenos Aires
Escolhido nesta quarta-feira (13) pelo Colégio de Cardeais como substituto do papa Bento XVI, o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos, já foi acusado de colaborar com o regime militar de seu país entre os anos de 1976 e 1983, considerada a ditadura mais terrível já vivida naquele país.
Na série de três livros intitulados ‘El Silencio’, de 2005, o jornalista e escritor argentino Horacio Verbitsky apresentou o resultado de mais de uma década de pesquisas sobre o assunto. De acordo com o autor, Bergoglio teria sido apontado por pelo menos três pessoas de ter estado na origem do seu sequestro, desaparecimento e torturas em 1976. Dois deles eram sacerdotes jesuítas ligados à Teologia da Libertação, o outro era médico e também estava relacionado com o movimento de padres do Terceiro Mundo.
Naquele período, Bergoglio ocupava o posto de superior provinciano de Buenos Aires da Companhia de Jesus. Em 2005, o novo papa negou categoricamente as acusações, mas foi rebatido pelo escritor, que apresentou documentos oficiais do Estado argentino para sustentar suas alegações. Segundo o jornalista, o religioso denunciou sistematicamente aqueles padres que ele considerava "subversivos", o que na época, praticamente, equivalia a uma sentença de morte.
Casamento gay
Em 2010, já como arcebispo de Buenos Aires, Bergoglio liderou uma campana do clero argentino com o objetivo de impedir a aprovação, pelo Congresso, de projeto que daria direitos iguais a qualquer tipo de casamento, mesmo entre cônjuges do mesmo sexo.
Para o então cardeal, caso o casamento entre pessoas do mesmo sexo fosse aprovado pelo Senado argentino, haveria “violação os direitos humanos”.
"Está em jogo a sobrevivência da família: papai, mamãe e filhos. Está em jogo a vida de muitas crianças que serão discriminadas de antemão, privando-as do amadurecimento humano que Deus quis que acontecesse com um pai e uma mãe. Está em jogo uma rejeição direta contra a lei de Deus. Não é apenas um projeto legislativo, mas um ‘movimento’ do Pai da Mentira, que visa confundir e enganar os filhos de Deus", alegou Bergoglio.
“É Satanás quem está por trás desta lei, como também por trás do projeto que pretende descriminalizar o aborto”, disse o então cardeal. E repetiu que Deus “desencadeia guerras para que Suas leis sejam impostas”. O projeto acabou sendo aprovado pelo Sendao argentino em 14 de julho de 2010.

PRIMEIRO MANIFESTO DO - PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS.

PRIMEIRO MANIFESTO DO - PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS.
Podem lê-lo, aumentando-o, clicando aqui: http://digitarq.dgarq.gov.pt/details?id=4482255


Pescador britânico fisga marlin azul “MONSTRO” de 600kg e bate recorde


Dizem que os pescadores contam as melhores mentiras sobre suas aventuras, porém, para Kevin Gardner, a verdade veio com provas.
Depois de 25 anos tentando capturar um Marlin gigante, finalmente ele conseguiu. Na última semana, Kevin fisgou um peixe que parecia ser realmente grande. Para sua felicidade, em sua linha estava um Marlin Azul MONSTRO, com mais de 6 metros de comprimento e com peso aproximado de 600kg, um recorde. Veja as fotos da prova:
01 fisherman breaks records with dream catch Pescador britânico fisga marlin azul MONSTRO de 600kg e bate recorde
02 fisherman breaks records with dream catch Pescador britânico fisga marlin azul MONSTRO de 600kg e bate recorde
03 fisherman breaks records with dream catch Pescador britânico fisga marlin azul MONSTRO de 600kg e bate recorde
04 fisherman breaks records with dream catch Pescador britânico fisga marlin azul MONSTRO de 600kg e bate recorde
05 fisherman breaks records with dream catch Pescador britânico fisga marlin azul MONSTRO de 600kg e bate recorde
06 fisherman breaks records with dream catch Pescador britânico fisga marlin azul MONSTRO de 600kg e bate recorde
4237196609 Pescador britânico fisga marlin azul MONSTRO de 600kg e bate recorde

PRESO ESQUECIDO POR 2 ANOS EM SOLITÁRIA DOS EUA




O americano Stephen Slevin foi detido por dirigir embriagado em 2005 e foi mantido em confinamento solitário no Condado de Dona Ana (prisão do Novo México) por 22 meses sem julgamento ou acesso a cuidados de saúde.

Segundo a NBC News, enquanto estava na solitaria, Slevin experimentou as delícias de todo o sistema penitenciário Americano, sem condiçõe de higiene, suas unhas atingiram um comprimento que enrolava em torno de seus pés, e sua pele repleta de fungos devido à incapacidade de utilizar o chuveiro.


Além disso, ele teve que extrair seus próprios dentes de si mesmo.Não era autorizado ir ao dentista por causa da proibição, de acordo com a NTV. Todos os pedidos de ajuda médica  administração e os guardas da prisão ignoravam.

Mas a doença mais terrível que ele "ganhou" enquanto estava sob custódia - um cancro dos pulmões, para não mencionar o seu estado mental. Os médicos dizem que por causa do câncer de viver permanece há mais de um ano.

Slevin disse que continua a ter sérios problemas médicos e está lutando contra o câncer de pulmão.Fora que adquiriu tendências suicidas. Ele foi inocentado de todas as acusações e liberado.


Um júri originalmente lhe concedeu 22 milhões dólares em janeiro de 2013 por violar seus direitos constitucionais.
Agora, pelo seu sofrimento que ele vai receber uma das maiores compensação de prisioneiros dos EUA em sua história - $ 15,5 milhões. No entanto, de acordo com Slevin, não é sobre o dinheiro, sua saúde nunca mais será a mesma. Seu desejo principal era chamar a atenção para as condições desumanas de detenção.

Vídeo:



A Permuta Dos Santos



Canção de Chico Buarque/Edu Lobo, feita para o Ballet Dança da Meia Lua



[...] Outro recurso muito eficaz, o mais eficaz de todos eles, consiste em “contrariar” os santos. [...] levava-se para ali o S. Sebastião da igreja local, trazendo-se, em troca, [...], a imagem do Senhor do Bonfim, tudo processionalmente, com rezas e cânticos. Enquanto não chovia os santos não voltavam para os seus lugares. (Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo)

São José de porcelana vai morar

Na matriz da Imaculada Conceição
O bom José desalojado
Pode agora despertar
E acudir os seus fiéis sem terra, sem trabalho e pão

Vai a Virgem de alabastro Conceição

Na charola para a igreja do Bonfim
A Conceição incomodada
Vai ouvir nossa oração
Nos livrar da seca, da enxurrada e da estação ruim


Procissão em Pias, Ferreira de Zêzere, anos 40/50. Foto francisco grave.

Bom Jesus de luz neon sai do Bonfim

Pra capela de São Carlos Borromeu
O bom Jesus contrariado
Deve se lembrar enfim
De mandar o tempo de fartura que nos prometeu

Borromeu pedra-sabão vai pro altar

Pertencente à estrela-mãe de Nazaré
A Nazaré vai de jumento
Pro mosteiro de São João
E o Evangelista pra basílica de São José

Mas se a vida mesmo assim não melhorar

Os beatos vão largar a boa-fé
E as paróquias com seus santos
Tudo fora de lugar
Santo que quiser voltar pra casa
Só se for a pé


Garganta Profunda, grupo vocal brasileiro cantando A Permuta dos Santos

Grupo vocal surgido em 1984, com 23 integrantes, desenvolvendo um trabalho voltado principalmente para arranjos vocais de MPB, mas também agregando outros estilos, como Beatles e Villa-Lobos.  Aos poucos o Garganta Profunda,  se tornou referência de conjunto vocal de qualidade e refinamento técnico. Em 1988 foram escolhidos para cantar A Permuta dos Santos no CD do Ballet Dança da Meia-Lua. Todas as músicas são de autoria de Chico Buarque e Edu Lobo  e foram criadas para o Ballet do Teatro Guaíra, Curitiba
Citizen Grave

O Século do Povo


Estas fotos vinham num livro de promoção da série documental da BBC "People's Century" (O Século do Povo), que a SIC passou em 1996. O livro, anos depois, ia ser mandado para o lixo, quando dei por isso, guardei-o (tenho alma de ferro velho, não há nada a fazer). Os textos e as legendas das fotos vinham a acompanhar o livro, deixei os títulos no original e "traduzi" o resto para português.
A SIC associou-se à BBC como produtora, ainda a série não estava feita e exibiu os 26 episódios  ao mesmo tempo que a BBC. Esta foi uma série documental de 26 episódios (mais tarde fizeram-se mais 26), de uma hora cada, que tinha por objectivo fazer a História do Século XX, mas sob a perspectiva do cidadão comum. Em cada episódio assistiu-se ao testemunho de pessoas que viveram os acontecimentos e isso é que destacou a série de outras anteriormente feitas. 
É uma série muito boa, com a marca da BBC, mas no fundo é igual a outras, com uma visão ocidental (inglesa e americana), "democrática" e politicamente correta, por isso a SIC escolheu Mário Soares para "abrir e fechar" cada episódio. Aos depoimentos juntou-se uma grande selecção de um dos melhores arquivos de imagens documentais do mundo; O National Film Archive, e isso também fez toda a diferença. 
Por volta de 1999, a SIC divulgou spots televisivos incentivando os portugueses, a enviar informações, fotografias, documentos, pedindo a participação das pessoas para contarem as suas histórias, para a criação de um documentário idêntico adaptado ao nosso país. E foi a partir desse material que a SIC faria em 2002, «O Século XX Português», com realização da Joana Pontes, um excelente trabalho sobre o nosso país.



1900 - People's Century
Com o começo do século; meios de comunicação, novas ideias, viagens e a educação começam a revolucionar a vida moderna e a lançar as bases para o que veio a ser O Século do Povo.

"Imigrantes acabados de chegar lançam o primeiro olhar para a América (Bettmann Archive)

1916 - Killing Fields
A Primeira Guerra Mundial mudou a face da guerra. Os jovens foram recrutados para enfrentar a morte na frente de guerra, enquanto os perigos em casa aumentaram com a introdução das armas de longa distância.


A tentativa da Alemanha para a vitória em Villars, Bretonneaux, França. Março de 1918. (The Hulton Deutsch Collection).

1917 - Red Flag
O Comunismo traz esperança para milhões na Rússia.


Lenine falando à multidão em São Petersburgo. Março 1917. (The Hulton Deutsch Collection).

1919 - Lost Peace
Todas as esperanças na Liga das Nações deu em nada, o mundo ficou mais dividido do que nunca nas duas décadas que se seguiram à Primeira Guerra Mundial.

A Conferencia de Versailhes. (The Hulton Deutsch Collection).

1926 - On the Line
A produção em massa veio alterar para sempre a vida dos trabalhadores e consumidores.

Fábrica com máquinas movidas por correias por cima das cabeças dos operários.(Bettmann Archive)

1927 - Great Escape
Os filmes ofereceram às pessoas uma fuga para os seus problemas e as estrelas de cinema tornam-se os novos ícones populares.


"Grand Hotel", Estreia. Hollywood 1932. (The Kobal Collection)

1929 - Breadline
A Grande Depressão foi o primeiro desastre económico à escala mundial. Atingiu quase todos os países e levou à ascensão de partidos políticos extremistas.


A sopa dos pobres durante a grande Depressão.(Bettmann Archive)

1930 - Sporting Fever
Com mais dinheiro e tempo livre à disposição das pessoas, o desporto evoluiu para entretenimento de massa, criando um foco de orgulho regional e nacional, que como ele cresceu.


Um atleta americano ganha o ouro na prova de 110m barreiras, Olimpíadas de Berlim 1936. (Popper)

1933 - Master Race
As dificuldades enfrentadas pelo povo alemão após a Primeira Guerra Mundial, fez as promessas de Hitler e do nacional-socialismo parecerem muito atraentes, o que o levou à auto-destruição e à morte de seis milhões de judeus.


Hitler numa parada militar nazi. (John Topham Picture Library)

1939 - Total War
A Segunda Guerra Mundial trouxe campos de concentração, bombardeamentos e a arma mais terrível de todas, a bomba atómica. Esta foi a guerra na qual morreram mais civis do que soldados.

A vida continua em Londres durante a blitz (da palavra alemã Blitzkrieg, ou "guerra relâmpago"). 1940. (The Hulton Deutsch Collection)

1945 - Fall Out
A tecnologia nuclear era uma espada de dois gumes. As promessas de energia barata foram logo ultrapassadas, por uma corrida crescente ao armamento e à ameaça de extinção global da humanidade. 


O pesadelo final. (Imperial War Museum)

1945 - Brave New World
Do rescaldo da guerra surgiu uma Europa dividida. Populações inteiras viram-se presas atrás de suas fronteiras, Eram os peões na "guerra fria".


Novos sinais são erigidos em um esforço para evitar incidentes de fronteira. (The Hulton Deutsch Collection)

1947 - Freedom Now
Os impérios europeus começaram a desmoronar, novos Estados surgiram por trás deles. A Índia foi o primeiro a ganhar a independência em 1947, mas outros países seguiriam o exemplo.

Uma conferência de guerra na Índia, 1939. (The Hulton Deutsch Collection)

1948 - Boomtime
O pós-guerra trouxe grande prosperidade, que os governos ocidentais aproveitaram para dar prioridade ao pleno emprego e à reconstrução industrial.


Muitas opções durante o boom económico do pós-guerra. (John Tophan Picture Library)

Rising Sun (1951)
Em ruína económica após a Segunda Guerra Mundial, os japoneses combinaram os pontos fortes de sua sociedade tradicional com a nova tecnologia, para criar um milagre económico.


Operário em navio japonês com um rebitador automático, Tóquio. (Werner Bishof/Magnum fotos)

Endangered Planet (1959)
Como as pessoas perceberam que a industrialização foi conseguida à custa da natureza, o meio ambiente tornou-se uma preocupação geral.

Os perigos da poluição. (John Tophan Picture Library)

1960 - Skin Deep
O movimento dos direitos civis trouxe um fim a discriminação oficial nos Estados Unidos. mas o preconceito racial permaneceu em evidência, ali e em todo o mundo.

Protesto pelos direitos civis, Memphis 1968.  (The Hulton Deutsch Collection)

1963 - Picture Power
A televisão tornou-se o meio de comunicação mais popular. Agora o entretenimento, a política e até mesmo a guerra foram trazidos para a sala de estar.

Assistindo TV no Equador. (Hutchison Library)

1965 - Great Lip
Na China, o comunismo tomou uma forma diferente. Mao,introduziu a Revolução Cultural para cimentar a sua própria visão. Mas a histeria e as denúncias rapidamente se impuseram.

Estudantes cantando os pensamentos de Mao. (The Hulton Deutsch Collection)

1968 - Mouths go Feeds
A Televisão filmou a fome em larga escala em todo o mundo. O Ocidente parecia impotente para ajudar, e déspotas do Terceiro Mundo chegaram ao poder e ignoraram a situação de seu povo.

Fome no Biafra. (Don McCullin/Magnum photos)

1968 - New Release
A Cultura jovem ameaçou a velha ordem. Música popular, políticas radicais e drogas distinguiram os anos 60, das décadas conservadoras anteriores.


Novos posters na Sociedade. (John Tophan Picture Library)

1969 - Half the People
Os anos 60 e 70 viram a ascensão do movimento das mulheres. Mas ao lado dos sucessos no Ocidente, as mulheres do mundo em desenvolvimento enfrentaram obstáculos diferentes.

Mulheres marcham pela igualdade de direitos, Paris. (Gilles Peress/Magnum Photos)

Guerrilla Wars (1973)
No Vietname, um exército camponês levou a melhor sobre os Estados Unidos. Uma década depois, a União Soviética iria enfrentar o mesmo problema no Afeganistão.


Mujaheddin's armados a caminho de posições de batalha. (Steve McCurry/Magnum Photos)

1979 - God Fights Back
A marcha progressiva e secular do Ocidente, parou com a revolução Fundamentalista no Irão. A Crença Islâmica ofereceu uma visão diferente para milhões de pessoas no Médio Oriente, Ásia e África.

O Fanatismo Islâmico. (DLG/Magnum)

1991 - People Power
O simbólico desmantelamento do Muro de Berlim marcou o fim de uma era. Os Regimes comunistas caíram como dominós, mas novos problemas surgiram no rescaldo.

A queda do Muro de Berlim. 10 Novembro de 1991. (Frank Spooner)

2000 - Millenium

Com o final do século, os desafios são de novo grandes. 

O que nos espera no século 21? 

Para onde vamos a partir daqui?



Cena de multidão. (Infocus International, The Image Bank)
Citizen Grave