AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


segunda-feira, 24 de dezembro de 2012


Prendas

As prendas que O Jumento meteu no sapatinho de algumas personalidades:
  
Vítor Gaspar e Fernando Ulrich: uma indumentária completa para sessões de sado masoquismo.

Rapazolas da Comissão e BCE na Troika: Um curso acelerado de democracia.

Imperador Salassie do FMI: uma semana de férias na costa da Somália no golfo de Aden, pode ser que os somalianos se lembrem de o raptar e pedir um resgate a ele que anda por cá armado em parvo e chatear-nos por conta de outro resgate.
  
Cavaco Silva: um exemplar da Constituição da República a ele que jurou cumprir  e fazer cumprir a Constituição da República mas a única vez que a leu deve ter sido no tempo do Sócrates, de então para cá deixou-se de constituições e de roteiros da pobreza para se dedicar à leitura do Tio Patinhas.
  
Miguel Relvas: uma licenciatura em aviação para que da próxima vez em que se meter nos negócios da TAP esteja devidamente habilitado a tais voos.
  
Paulo Portas: um exemplar do filme "O homem invisível".
  
Passos Coelho: um corno e a ponta do outro.
  
Dona Junet: um ano de pagamento da conta da água para que os filhos possam lavar os dentes sem serem expostos em público para depois serem gozados e humilhados na escola.

Álvaro Pereira: uma dúzia de pasteis de nata.

Miguel Macedo: um desodorizante para se livrar do terrível mau cheiro com que fica de trabalhar tanto como uma formiguinha.

O jumento