AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 6 de outubro de 2012

POR TODO O PAÍS ESTÃO A ACONTECER MARCHAS CONTRA O DESEMPREGO, UMA INICIATICA DA CGTP - AQUI, IMAGENS DE FARO E LOULÉ




























A incrível fotografia de Greg du Toit

Greg du Toit, sul africano de 32 anos, passou a ser chamado no ano de 2010 como o "fotógrafo rã" isso porque estava determinado a conseguir imagens de leões bebendo. Para isso, tentou durante um ano o melhor enquadramento criando esconderijos e cavando buracos nas imediações de lagos. Insatisfeito com os resultados, ele concluiu que só alcançaria seu objetivo se mergulhasse na água. Então, ao longo de três meses, Toit passou no total 270 horas, ou mais de 11 dias, com água até o pescoço, deixando apenas a cabeça e as mãos para fora num lago do Quênia. Como resultado, além das fotos de leões, zebras, javalis, babuínos e muitos pássaros africanos, o fotógrafo contraiu uma série de doenças tropicais, como malária e esquistossomose. Toit passou meses de cama para se recuperar. As fotos deste post são tanto as que ele tirou de dentro dos lagos como outras que fez em sua carreira vitoriosa como fotografo da natureza e do mundo africano, incluindo seus povos e suas paisagens. Vale a pena ver o trabalho incrível deste profissional. 

















































Fonte: Site do Autor
POST(S) Á BEIRA MAR