AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 14 de setembro de 2012

ESCOLHE


as inconveniências do nu artístico



As 20 modelos mais ricas do mundo

A edição do Celebrity Net Worth tem feito um grande trabalho, colocando todas as informações conhecidas sobre taxas de propriedade e indenizações recebidas durante os divórcios das modelos famosas. Então, a partir de tudo isso, eles deduziram impostos, taxas gestoras de agentes, e levam em conta o estilo de vida das belezas. O resultado é uma lista das 20 modelos mais ricas no atual momento da história. Não espere para ver nesta lista donzelas jovens como Doutzen Kroes ou Miranda Kerr. A pesquisa destaca principalmente a combinação da experiência das modelos de negócios, famosas não só por trabalhar no pódio, mas também por participar de vários programas de TV, filmes e projetos de música, sendo que algumas delas se tornaram famosas como designers. Além disso, a maioria destas mulheres é  proprietária de seus próprios negócios. Entre elas 3 brasileiras, americanas, russas, alemãs, ucranianas, canadenses, inglesas e outras.  

20 º lugar: Cheryl Tiegs - 14 milhões dólares

A modelo e atriz americana Cheryl Tiegs começou sua carreira aos 17 anos. Na década de 80 lançou sua própria linha de roupas e foi destaque em alguns filmes. Apesar do fato de estar agora com 65 anos, continua muito ativa e tocando seus negócios em vários projetos empresariais.


19 º lugar: Stephanie Seymour - 15 milhões dólares

Americana, hoje com 44 anos, começou sua carreira como modelo aos 14 anos. Apareceu em filmes como "Lei e Ordem" e "Pollock". Também escreveu um livro.


18 º lugar: Carolyn Murphy - 15 milhões dólares

Americana, nascida na Flórida, começou sua carreira aos 17 anos. Estrelou o filme "Liberty Heights", e também está envolvida em projetos musicais. Completou agora em agosto 39 anos.


17 º lugar: Natalia Vodianova - 16 milhões dólares

A russa Natalia Vodianova, hoje com 30 anos e morando na Inglaterra, começou sua carreira aos 15. Descendente de uma família pobre, criou sua própria fundação, denominada "Coração Nu", que se dedica a construção de parques infantis nas cidades mais carentes do interior da Rússia.


16 º lugar: Linda Evangelista - 18 milhões dólares

Essa canadense, hoje com 47 anos, aos 15 anos ganhou um concurso de beleza local, "Miss Niagara", e recebeu uma oferta da agência "Elite" de Nova York. Ela é dona da famosa frase de efeito: "Por menos de 10 mil dólares, eu nem me levanto da cama". 


15 º lugar: Christy Turlington - 18 milhões dólares

Essa americana, mais conhecida por representar as fragrâncias da Calvin Klein, cresceu em Danville, Califórnia, filha de um piloto comercial britânico e de uma comissária de bordo salvadorenha. Fez muitos trabalhos como modelo em sua carreira, entre os quais campanhas para os cosméticos Maybelline e Giorgio Armani. Fez aparições em vários filmes sobre a indústria da moda e foi sócia do extinto Fashion Café. Tem 43 anos. 


14 º lugar: Iman Abdulmajid  - 25 milhões dólares

Nascida em Mogadíscio, na Somália, 57 anos atrás, filha de um diplomata, Iman estudou no Egito e mais tarde mudou-se para Nairobi, no Quênia, onde seus pais residem até hoje. Formou-se pela Universidade de Nairobi, é fluente em cinco línguas, estudou ciências políticas e foi descoberta como modelo pelo fotógrafo estadunidense Peter Beard. Iman mudou-se para os Estados Unidos e em 1977 casou-se com o jogador de futebol afro-americano Spencer Haywood, com quem teve uma filha. O casal divorciou-se em 1987. Iman casou-se com o astro do rock britânico David Bowie em 1992, com quem teve uma filha em 2000. Iman obteve cidadania estuadunidense e é atualmente CEO de sua própria empresa, Iman Cosmetics, Skincare and Fragrances, uma linha de produtos de estética que ela lançou especialmente para mulheres de pele negra. 


13 º lugar: Adriana Lima - 35 milhões dólares

A primeira das brasileiras da lista começou sua carreira aos 16 anos. Envolvida em trabalhos de caridade, fez por exemplo uma doação para a expansão da casa das crianças em sua cidade natal de Salvador. Adriana também é conhecida por comprar roupas para as crianças de famílias pobres. Além dos trabalhos como modelo também estrelou o filme "Vigilância", com Mickey Rourke. Essa baiana arretada tem 31 anos. 


12 º lugar: Milla Jovovich - 36 milhões dólares

Essa Ucraniana de 36 anos, nascida no tempo em que seu país pertencia a União Soviética, foi fotografada aos sete anos por Richard Avedon, que a retratou nos anúncios das Mulheres Mais Inesquecíveis do Mundo, da Revlon. Em outubro de 1987 apareceu na capa da revista italiana de moda Lei. Em1988, assinou seu primeiro contrato profissional, com a revista The Face, o que a levou a novos contratos e capas, como a Vogue e a Cosmopolitan. Foi para os Estados Unidos e lá virou também atriz, cantora e estilista. Faz um enorme sucesso até hoje. 


11 º lugar: Alessandra Ambrosio - 40 milhões dólares

Essa gaúcha de Erechim, de 31 anos, foi descoberta em uma escola de modelos e seu primeiro trabalho foi a capa da revista Capricho, em 1995. Depois veio a capa da Marie Claire, um editorial para a Guess, assim como outros trabalhos para a Girl e a Revlon. Desfilou para marcas como Fendi, Christian Dior, Christian Lacroix, Nicole Moleiro e Oscar de la Renta e posou para as revistas Harper's Bazaar, Cosmopolitan e Glamour, entre outras. Ambrósio faz parte do seleto grupo de brasileiras que estrelaram campanhas da Victoria's Secret, uma das maiores grifes de lingerie e uma das campanhas mais almejadas pelas modelos.


10 º lugar: Claudia Schiffer - 40 milhões dólares

A alemã Claudia Schiffer, além de modelo, é diretora criativa de sua grife de roupas. Schiffer ganhou popularidade e se tornou um nome familiar, durante o início de 1990 como uma das modelos mais bem sucedidas do mundo. Em seu início de carreira, houve muitas comparações atraídos para sua semelhança com Brigitte Bardot. Ela já apareceu em mais de 700 capas de revistas e continua a frente de campanhas globais de moda de luxo e casas de fragrâncias. Está com 42 anos. 


9 º lugar: Elle Macpherson - 45 milhões dólares

Elle MacPherson, 48 anos, nome artístico de Eleanor Nancy Gow, é uma supermodelo e atriz australiana que foi descoberta nos EUA e agora vive na Inglaterra. Ao longo da sua carreira e tal como algumas colegas de profissão, Macpherson foi tema de diversos calendários exclusivos e lançou um vídeo que ensina as pessoas a manterem-se em forma. O fato de ter sido escolhida para modelo exclusiva das campanhas de publicidade da Victoria's Secret também ajudou a fazer crescer a sua cotação no mundo da moda internacional.


8 º lugar: Naomi Campbell - 48 milhões dólares

Naomi Campbell é uma modelo inglesa. Descoberta com a idade de 15, ela estabeleceu-se entre as três melhores modelos mais conhecidas no final de 1980 e início de 1990. Ela foi uma das seis modelos de sua geração declaradas "supermodelos" pelo mundo da moda. Sua vida pessoal é amplamente divulgado, especialmente seus relacionamentos com homens proeminentes, incluindo-boxeador Mike Tyson, Jafar Badr e ator Robert De Niro. Hoje está com 42 anos.


7 º lugar: Kate Moss - 50 milhões dólares


A modelo inglesa Kate Moss, com 38 anos, é conhecida por sua vida privada controversa, os relacionamentos de alto perfil, estilo de vida do partido, e uso de drogas. Moss mudou o visual de modelagem e começou um debate global sobre distúrbios alimentares, e seu papel na moda tamanho zero. Apesar da vida problemática é uma das modelos de maiores sucessos no planeta.


6 º lugar: Heidi Klum - 70 milhões dólares

A alemã Heidi Klum, 39 anos, é mais conhecida pela sua carreira como modelo internacional. Começou aos 19 anos, tendo aparecido na capa de muitas revistas de moda como a Vogue, a Elle ou a Marie Claire. Contudo, tornou-se mais conhecida pelo seu trabalho para a companhia americana Victoria's Secret, destacando-se como uma das Victoria's Secret Angels, sendo assim uma das figuras mais populares da marca de lingerie. Também se destacou no cinema e na TV. Ela estrelou o "Spin City" sitcom, onde ela interpretou a si mesma, em sua conta como papéis em "Sex and the City" série de TV e "How I Met Your Mother", "Desperate Housewives" e em "O Barbeiro de Inglês" e "O Diabo Veste Prada ". 



5 º Lugar: Christie Brinkley - 80 milhões dólares

Christie Brinkley, hoje com 58 anos, é uma modelo e atriz americana. Brinkley ganhou fama mundial passando 25 anos como o rosto da CoverGirl (o mais antigo contrato de cosméticos de qualquer modelo na história), já apareceu em mais de 500 capas de revistas, e assinou contratos com grandes marcas, tanto de moda e moda não. Brinkley também trabalhou como atriz de cinema, ilustradora , personalidade de televisão, fotógrafa, escritora e designer, e como uma ativista pelos direitos humanos e dos animais e do meio ambiente.


4 º lugar: Tyra Banks - 90 milhões dólares

Supermodelo americana, atriz, produtora, cantora e apresentadora de televisão com 38 anos. Está atualmente no reality show "Top Model Americana". Entre seus créditos estão os filmes "The Prince of Beverly Hills" e "Halloween: Ressurreição". Escreveu o livro "A beleza de Tyra, fora e dentro", cujo propósito foi o de ajudar as mulheres a perceber sua beleza natural.



3 º lugar: Cindy Crawford - 100 milhões dólares


Cynthia Ann "Cindy" Crawford, 46 anos, é uma modelo americana. Crawford é conhecida por sua marca registrada logo acima do lábio, e tem adornado centenas de capas de revistas ao longo de sua carreira. Seu sucesso na modelagem fez dela uma celebridade internacional que levou a papéis na televisão e cinema, e para funcionar como um porta-voz. Ela foi nomeada uma das "100 mulheres mais quentes da All-Time" pela Revista Saúde Masculina.



2 º lugar: Gisele Bundchen - 250 milhões dólares


Gisele Caroline Bündchen, conhecida simplesmente por Gisele Bündchen, gaúcha de 32 anos, é uma modelo, atriz, filantropa e empresária brasileira.  Em 2000, Gisele foi considerada, segundo a revista Rolling Stone, a modelo mais bonita do mundo. Entre 2004 e 2010, pela revista Forbes, a mais bem paga. Em 2007 apareceu no Guiness Book como a modelo mais rica do mundo. Também como a modelo-ícone mais sexy do mundo, segundo o site models.com,  ficando na frente de modelos como Kate Moss, Christy Turlington, Claudia Schiffer e Natalia Vodianova, que completam o "top-five".  Em 2009 foi eleita pelo jornal The Daily Beast a modelo mais valiosa do mundo.




1 º lugar: Katie Ireland - 350 milhões dólares


Ela começou sua carreira no modelo aos 17 anos. Diversificou e fez uma fortuna em papéis no cinema e na televisão participando de "Melrose Place", "Viagem ao Centro da Terra", "Sabrina - Feiticeira". Além disso, Kathy é autora de vários livros e tem sua própria linha de roupas de grife. Tem hoje 49 anos e desponta em primeiro lugar principalmente pela fortuna conquistada em várias frentes de trabalho. Como modelo talvez não tenha tido tanto sucesso como a brasileira Gisele Bündchen, mas já ganhou mais dinheiro pela diversidade de ações e por estar a mais tempo no mercado.
Post(s) á beira mar

este é o último tango em Atenas


O DUO CÓMICO


Jose Afonso - Era de Noite e Levaram

Zeca Afonso Utopia.mov

é fartar vilanagem - cartoon António Garrochinho



o burro e a cenoura - discurso do Passos Coelho


que merda, que vida, que farsa !


o bruxo


no rio, nas margens - poema de António Garrochinho




Passos Coelho... ficou com dói-dói “derivado” à agressividade


Pedro Passos Coelho mobilizou, na forma de uma entrevista encomendada, meios do Estado para proveito do Governo, “confusão de interesses” que daria uma bela discussão... que agora não vem ao caso.
Produziu aquilo de que é capaz: uma entrevista aldrabona e fanática, onde insistiu nos erros e crimes que já cometeu e tenciona repetir, só que ainda em mais larga escala.
Nada me identifica com este cidadão... senão um pequeno pormenor da entrevista, quando Passos se mostra «surpreendido com a agressividade de Seguro».
Também eu fiquei! Não descobri ainda se está acima ou abaixo do grau de agressividade da anterior “abstenção violenta”... mas vou dar-lhe o benefício da dúvida, admitindo que estará um pouco acima. Veremos!
No próximo sábado, dia 15, infelizmente não poderei juntar-me à anunciada manifestação, momento em que encontraria, certamente,muitos dos meus amigos. Estarei a trabalhar. O nosso trabalho é feito em dias e horas que, o mais das vezes, nos desviam dos lugares e horas em que se reúnem os nossos amigos. Sim, embora ainda tenhamos que ouvir muitas vezes perguntar se para além da música... «também trabalhamos», esta coisa das artes e da cultura é trabalho! Implica (e garante) a sobrevivência de muitos milhares de portugueses e, desculpem-me o aparte, começaria a ser hora de merecer mais respeito, incluindo por parte de muitos que têm esse “respeito” no discurso oficial.
Adiante... se tudo correr como previsto, não deixarei de dizer algumas das coisas que me vão no espírito... mas no dia 29, na outra manifestação, esta convocada pela CGTP.
Se Pedro Passos Coelho ficou com tanto dói-dói por causa desta "agressividade... é preciso que sinta mais, muito mais! Alto e bom som!
Manifestações já nos dias 15 e 29 de setembro! É importante estar presente! Numa... e na outra!



O embuste


Este governo é muito lesto a cumprir as ordens da troika, quando se trata de cortar salários e usurpar os direitos dos cidadãos, porque sabe que o tuga é manso e não passa dos gemidos- acompanhados de alguma gritaria- para a acção.
No entanto, quando se trata de executar as medidas da troika que mexem com interesses instalados e lóbis, é como a guitarra do Paco Bandeira... "toca baixinho".Mexer nas parcerias público privadas? Está quieto, porque eles são poderosos e podem causar problemas! Fingimos que mexemos, compramos uns jornalistas para o confirmarem e  partimos para outra.
 Cortar nas rendas da energia?  Está bem, vamos fazer umas cócegas, mas sem provocar a reacção do governo chinês a quem vendemos a REN e a EDP ( essa da privatização foi só para enganar os papalvos).
Reforma autárquica? Nós bem queríamos cortar municípios, mas o PSD não deixa, por isso vamos cortar muitas freguesias a ver se a troika engole a patranha.
Relvas e Cª parecem estar muito satisfeitos com a estratégia mas, quando a ideia passar à prática, vão ver como lhes vai estourar nas mãos!
Com mais ou menos protesto, lá têm conseguido desertificar o interior eliminando escolas, hospitais, tribunais e outros serviços públicos e deixando as populações ao abandono. Estes cortes seriam suficientes para colocar sérias dificuldades aos partidos do governo nas próximas eleições autárquicas, mas a eliminação de centenas de freguesias, feita sem critério e com desconhecimento total da realidade, vai sair cara ao governo e as poupanças com a medida serão irrisórias.Os municípios é que são os grandes gastadores e Luís Filipe Menezes o despesista mor ( embora a sua obra em Gaia seja reconhecida e meritória, a câmara é uma das mais endividadas do país. Já imaginaram o que será quando o homem estiver no Porto?)
O governo tentou reduzir os danos e enganar a troika, não mexendo nos municípios, mas as populações não se vão deixar enganar  e mostrarão que não aceitam o embuste. Mais do que um Verão quente, adivinho um Outono e Inverno escaldantes, em resultado de uma medida pensada com os pés e com desprezo total pelas populações e pelas recomendações da troika.
Mais do que chamuscar-se, este governo corre o risco de esturricar na grelha, vítima dos seus efeitos pirotécnicos.

Diz CGTP

Entrevista de Passos lembra "história da Alice no País das Maravilhas"

O secretário-geral da intersindical diz que "Governo perdeu a pouca credibilidade que tinha" e está dissociado da realidade


O secretário-geral da CGTP disse esta sexta-feira à agência Lusa que a entrevista do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, quinta-feira, fez relembrar história da "Alice no País das Maravilhas", considerando que o Governo está completamente dissociado da realidade.
Em declarações à Lusa, Arménio Carlos salientou que o Governo já "perdeu a pouca credibilidade que tinha" e "não tem condições" para continuar, nem a política seguida serve para resolver os problemas do país.
"Quem ouviu a entrevista do primeiro-ministro, a primeira reacção que teve foi relembrar a velha história da Alice no País das Maravilhas. É um primeiro-ministro e um Governo que estão completamente dissociados do país real, do sofrimento, dos problemas com que os trabalhadores se debatem, dos reformados, dos pensionistas e dos jovens desempregados", frisou.
Arménio Carlos advertiu que, neste momento, o que está em desenvolvimento é uma "tentativa de iludir os portugueses com pequenos ajustamentos", no âmbito da preparação do Orçamento do Estado para 2013 em relação a algumas medidas anunciadas.
"Os portugueses não precisam de esmolas, precisam ser respeitados e exigem que a riqueza e os rendimentos sejam distribuídos de uma outra forma, só dando resposta aos problemas do mercado interno é que podemos evoluir numa lógica de desenvolvimento e progresso social", disse.
De acordo com o sindicalista, o que existe é um Governo que está "de costas voltadas para o seu povo, para o seu país" e apenas vê como opção o memorando da 'troika'.
"Na nossa opinião, o memorando é a causa do problema e mais, o tratado orçamental, que prevê o aprofundamento da redução do défice até 0,5%, irá dar continuidade a este problema. Enquanto tivermos memorando, vamos continuar de três em três ou de seis em seis meses a ter mais medidas de austeridade, porque, não só memorando nos impede de produzir mais, como está a matar a procura interna", explicou.
No entender de Arménio Carlos, o país precisa de se desenvolver e produzir mais e distribuir melhor o seu rendimento, para garantir a melhoria do poder de compra das famílias, para que a economia possa crescer e as empresas funcionarem bem, como combater o desemprego, criar emprego e aumentar as receitas fiscais do Estado e as contribuições para a Segurança Social.
Por isso, o líder da CGTP defende que é "mais do que justa a contestação popular", estando já marcada "uma grande" manifestação para dia 29 de Setembro, no Terreiro do Paço, em Lisboa.

CM