AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 20 de junho de 2012

Xutos e Pontapés - "Sem Eira Nem Beira"

Cavaco Silva e o Código do Trabalho - Ainda o célebre sorriso das vacas


Esta descarada publicidade a um produto lácteo açoriano (que ninguém me vai pagar) parece não ter nada que ver com qualquer assunto de actualidade, mas, se repararmos bem...
No fundo da embalagem de leite, devidamente assinalada pela minha seta, está a frase que explica o meu interesse pelo produto: Leite de vacas felizes”.
Assim à primeira vista, esta frase “sacada” pelo pessoal da “Terra Nostra”, ou é um rasgo de humor, aproveitando a boleia da idiótica apreciação de Cavaco Silva sobre o célebre sorriso das vacas” que tanto o fascinou... ou então, estava tudo combinado previamente, sendo aquela tolice de Cavaco, parte integrante da campanha publicitária.
Claro que nem por um momento acredito nesta segunda hipótese! Não porque o cidadão Aníbal não fosse “sensível” ao aceno de uns cobres... mas porque sendo o canastrão incompetente que é, nunca seria capaz de ter dito aquilo na televisão, com aquela quase naturalidade que o caracteriza, se a coisa se tratasse de um texto publicitário pré-concebido.
O que fica para memória futura é que foi uma frase quase tão idiota e descabida como as justificações que agora deu para promulgar o criminoso Código do Trabalho, não “vislumbrando” em todo o texto qualquer sombra de inconstitucionalidade, colocando os trabalhadores portugueses numa situação ainda pior do que aquela que já suportam e colocando-se a si próprio, como diz (e muito bem!) o Francisco Lopes neste vídeo... «fora da lei».
A justificar plenamente o pedido de fiscalização, assim como o apelo à resistência dos trabalhadores!




Europa prepara resgate conjunto de Espanha e Itália

Síntese - TIVEMOS RAZÃO ANTES DO TEMPO - em 2010, quando o PSD liderou o derrube do governo PS, de mão dada com o PCP/BE, tínhamos avisado que a CRISE ERA GLOBAL e que só a EUROPA UNIDA poderia contrariar a CHANTAGEM DOS MERCADOS. O nosso PR achva que não, que não valia apena criticar as agências de rating e deu o pontaé de saída para a crise política. AGORA ESTAMOS COMO ESTAMOS, MUITO PIOR, TODOS!
Económico   - Os líderes europeus podem estar próximos de anunciar um regaste conjunto de Espanha e Itália, no valor de 750 mil milhões de euros.
A proposta terá sido preparada durante a reunião do G20 segundo noticiam hoje os jornais britânicos The Guardian e The Telegraph citando fontes próximas do processo.
Antes da reunião François Hollande, o presidente francês, tinha deixado claro que, mais importante que avançar com medidas para impulsionar o crescimento, é preciso criar mecanismos de combate à especulação.
De acordo com a imprensa britânica, para este resgate conjunto a Espanha e Itália serão utilizados cerca de 500 mil milhões de euros do mecanismo europeu de estabilização e próximo de 250 mil milhões do fundo europeu de estabilização financeira que vão comprar a dívida destes dois países, cujos custos atingiram novos recordes nas últimas semanas.
A expectativa é que esta medida que, a acontecer, representa uma alteração substancial na política da chanceler alemã, Angela Merkel, dê um sinal forte para os mercados financeiros de que a maior economia da Europa está preparada para apoiar as economias vizinhas.
Angela Merkel e os restantes líderes europeus estiveram sob grande pressão durante a reunião do G20, com os chefes das maiores economias do mundo a exigirem medidas radicais para travar a crise do euro que elevou os custos das obrigações espanholas para níveis insustentáveis.

algum dia eu era, agora já não, da tua roseira, o melhor botão

Vitorino - "Rouxinol Repenica o Cante" [2]

TRABALHADORES MANIFESTAM-SE NO DIA em que RECEBIAM O SUBSÍDIO DE FÉRIAS

Função Pública vai protestar contra o "roubo do subsídio de férias" Imagem: Lusa
“O objetivo principal deste protesto, no dia 22, prende-se com o facto de ser precisamente o dia em que o maior número de trabalhadores recebia o subsídio de férias”. Mais do que uma manifestação de funcionários públicos, trata-se “de uma ação de protesto contra o roubo do subsídio de férias e uma reivindicação pela sua reposição imediata”, referiu a sindicalista. Os funcionários públicos que, entre hoje e sexta-feira, receberem o salário correspondente ao mês de junho não verão depositados nas respetivas contas bancárias os subsídios de férias, uma suspensão decidida pelo Governo de Passos Coelho e justificada pelas dificuldades económicas que o país enfrenta.
Assim, apenas os funcionários que recebam um salário inferior ou equivalente a 600 euros receberão o subsídio na íntegra. Já os que auferem um salário entre 610 euros e 1.090 euros receberão apenas uma parte do subsídio de férias, ao passo que os funcionários públicos que ganham 1.100 euros por mês, ou acima, terão um corte total no subsídio.


manjerico da Arcádia

Quem me dera ser o cravo
Que tu ostentas, com jeito,
E, com ele, ser escravo
Das batidas do teu peito!
com vaso de barro e amêndoas de licor, tem destinatária esta ideia doce. os versos podem ser à força, mas o desenho de tudo é cuidado, como o papel de manjericos e sardinhas coloridos e a chaveta moderna sob a rima da Arcádia. compra-se aqui o optimismo das festas, a ideia de tradição numa dúzia de amêndoas da Arcádia e o pacote.

Proposta da ERC diz que pressão ao PÚBLICO é inaceitável

A proposta de deliberação acerca do caso das pressões do ministro Miguel Relvas sobre o PÚBLICO, que é discutida nesta quarta-feira pelo Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), considera que houve uma pressão inaceitável sobre o jornal, porém, também diz que esta não pode ser considerada ilícita.
Ao que o PÚBLICO apurou, o esboço proposto pelas duas técnicas sobre o caso considera que as ameaças admitidas pelo ministro de se queixar à ERC e aos tribunais se a jornalista Maria José Oliveira continuasse a fazer perguntas e a investigar o caso das “secretas”, no qual o nome de Miguel Relvas está envolvido, não podem ser consideradas pressões ilícitas, embora sejam moralmente condenáveis.
Além disso, os serviços da ERC consideram que não ficou provado que o ministro tenha de facto ameaçado promover um boicote do Governo ao jornal e divulgar na Internet dados da vida privada da jornalista.O projecto de deliberação elaborado pelos serviços foi nesta terça-feira alvo de algumas alterações, ainda mesmo antes de ser formalmente entregue ao presidente do Conselho Regulador. Carlos Magno disse ao PÚBLICO que só o recebeu perto das 20h, mas recusou-se a comentar qualquer conteúdo. As conclusões preliminares dos serviços suscitaram críticas no seio do Conselho Regulador, pelo que se espera que hoje sejam apresentadas várias propostas de alteração e prevê-se que depois da votação existam declarações de voto.Na ERC, a jornalista, a editora e a directora do PÚBLICO descreveram as ameaças de Miguel Relvas, que foram feitas por duas vezes em telefonemas que o ministro manteve com a editora, Leonete Botelho, no dia em que a jornalista Maria José Oliveira o confrontou com incongruências das suas declarações na véspera, perante os deputados.A directora, Bárbara Reis, contou que num telefonema que teve com o ministro dois dias depois, este pediu desculpa e prometeu que iria também desculpar-se perante a editora. Na sua audição, Relvas admitiu ter ameaçado com a ERC e os tribunais e que deixaria de falar com o jornal, mas nada mais.
19.06.2012 - 23:40 Por:Público, Maria Lopes


Fidel Castro: Os horrores que o Império nos oferece


Fidel Castro: Os horrores que o Império nos oferece

 

 

Fidel Castro: Os horrores que o Império nos oferece


Um despacho da principal agência de notícias norte-americana, AP, datado de hoje em Monterrey, México, o explica com irrefutável clareza. Não é o primeiro, nem será sem dúvida o último, sobre uma realidade que joga por terra a montanha de mentiras com que os Estados Unidos pretendem justificar o destino inumano que reserva aos povos de Nossa América.Por Fidel Castro


Que narra o despacho?

“Monterrey, México (AP) Quarenta e nove cadáveres decapitados e mutilados foram encontrados em um charco de sangue abandonados em uma estrada que liga o norte da metrópole mexicana de Monterrey com a fronteira dos Estados Unidos, no que parece ser o golpe mais recente de uma escalada da guerra de intimidação entre bandos de narcotraficantes.

“Os cadáveres de 43 homens e 6 mulheres foram encontrados às 4 horas da manhã do domingo, nas proximidades do povoado de San Juan, em uma estrada que não cobra pedágio e que conduz à cidade fronteriça de Reynosa. No arco de pedra que recebe os visitantes ao povoado alguém escreveu com aerosol a legenda ‘100% Zeta’.”

“O porta-voz de segurança do governo do estado nortista de Nuevo León, Jorge Domene, disse em coletiva de imprensa que junto aos corpos em decomposição foi encontrada uma ‘narcomanta’, na qual o grupo dos Zetas se atribuiu a matança.

“Os corpos poderiam estar até 48 horas sem vida, pelo que as autoridades creem que não foram assassinados no lugar. ‘Nenhum tem cabeça e foram mutilados de suas extremidades inferiores e superiores, o que complica a identificação’, disse o funcionário.”

“O procurador do estado, Adrián de la Garza, disse que não existe denúncia de desaparecidos nos últimos días, pelo que poderia tratar-se de gente de outros estados mexicanos ou inclusive imigrantes centro-americanos que buscavam dirigir-se aos Estados Unidos.”

“Os Cartéis mexicanos da droga têm realizado uma guerra cada vez mais sangrenta para controlar as rotas de contrabando, assim como o mercado local de drogas e a extorsão, cujas vítimas incluem os imigrantes que buscam chegar aos Estados Unidos.

“No período que já transcorreu de maio, 18 corpos foram encontrados em uma zona turística próxima de Guadalajara; 23 cadáveres apareceram decapitados ou pendurados em uma ponte na cidade fronteiriça de Novo Laredo, onde a violência entre os Cartéis tem crescido. Este ano apareceram corpos nos estados de Veracruz, Guerrero, Morelos, Jalisco, Tamaulipas y Nuevo León.”

“Afirmou que não existem pistas de que a nova onda de violência tenha relação com as eleições presidenciais que se realizarão em julho. ‘É a dinâmica da guerra entre Cartéis’, disse.”

Por sua parte, o portal de Internet BBC Mundo, informa que:
“As cenas de corpos decapitados e mutilados em Novo Leon, onde 49 corpos foram jogados na estrada este domingo, abalaram a muitos pela extrema barbárie exibida pelos assassinos. Inclusive no México, que depois de cinco anos de intensa guerra entre cartéis parecia ter visto tudo.”

Não poucos países de Nossa América são afetados por estos problemas.
Em nossa Pátria, os problemas que aqui são relatados não existem; será por isso que o império trata de rendê-la pela fome e a hostilidade? Meio século não foi suficiente, e duvido muito que o império disponha de outro meio século antes que, mais cedo do que se pensa, se afunde em sua lama fango.