domingo, 23 de dezembro de 2012



AMIGOS DA CAVACAL FIGURA

A SIC mostrou hoje uma reportagem sobre o assalto de milhões e milhões de euros do BPN, em que vários amigos íntimos do presidente da República, são apontados como ladrões e mafiosos do pior porte. Aliás, ele próprio, a cavacal figura e a sua filha, encheram-se de dinheiro de um juro fantástico de 147% que receberam fraudulentamente da SLN, através do compadre Oliveira e Costa. Isto não deve ser nunca esquecido.

Só um povo muito diminuído, com grandes perturbações psicológicas e deficiente massa encefálica, escolhe uma repugnante figura destas para o poder durante 20 anos. Este tipo que tem várias pensões milionárias e que vem açambarcando euros ao ritmo dos golos marcados pelo ataque do Barcelona, não pode negar a evidência de que todos aqueles “gabirus” indecentes da ladroagem à “tripa forra”, isto é; uma espécie de balda em que acreditaram que são todos poderosos e imunes perante a justiça, que os trata com um carinho comovedor. Eles acreditam que a exigência de honradez a eles não se lhes aplica.

Não havia nenhum tipo de anteriores dúvidas, mas depois de ver este trabalho de investigação da SIC, está escarrapachado quem são os ladrões que roubaram tanto e tanto dinheiro na mega-fraude do BPN. É gente muito importante do PSD, é bicheza da intimidade da cavacal figura. São amigos de longa data e de cumplicidades várias, única razão (quero crer) porque andam à solta criminosos da estirpe de Duarte Lima, Oliveira e Costa, Dias Loureiro, Arlindo Cunha, Cardoso e Cunha e tantos outros.

Talvez seja caso único nos anais desta vetusta Europa. Um presidente que toda a gente sabe que foi (e é?) corrupto e que, principalmente, permite e impede que se faça justiça sobre os seus amigos, que muito terão a contar, por certo, se houver coragem para avançar. E que mesmo assim continua no seu posto a fazer mal ao seu povo.

O PSD não passa, há muito, de ser um grupo de malfeitores (as suas direcções e a maioria dos seus barões) que apenas se movimentam em Portugal para o enriquecimento ilícito, e dirimem entre si o compadrio mais apropriado para cada “negócio” à custa do Estado, que andam a minar há décadas, arrombando-o cada vez mais, a um ritmo assustador. Tal é a visão de muitos de nós que pensamos que a não serem travados, estes "gangsters" destruirão o que, paulatinamente, (mal ou bem) levou nove séculos a erigir.

Na citada reportagem os nomes foram sempre acompanhados da cifra devedora com que os ladrões vários se fizeram de espertos. Dois mil milhões de euros já os portugueses foram obrigados a pagar do seu bolso em nome da salvação não sei de quê. O pouco tempo em que Duarte Lima esteve preso na Judiciária, foi de tal maneira escandalosa a situação de privilégio que usufruiu na instituição policial, que corre por todo o lado como um caso (mais um) exemplar de corrupção activa dentro da própria polícia. A cela era uma sala luxuosa, possuía internet, recebia prostitutas de luxo, usava telemóvel à sua vontade, comia opíparamente. Depois… foi para casa, tranquilamente, como um cidadão honrado que nada fez de errado, não obstante aqueles palacetes que comprou com dinheiro pedido ao banco e de borla.

O cartão do PSD continua a permitir fazer milagres e ex-altas figuras do agrupamento político que nos trouxe a miséria, estão mais do que protegidas por cavacos e relvas, por coelhos e loureiros. A luta dos trabalhadores tem de se unificar mais para ter mais força e derrotar esta gentalha sem vergonha e que só têm pensado em enriquecer da forma mais rápida que puderem, calcando tudo e todos no caminho endiabrado do fascínio pelo dinheiro do alheio. Nosso!

Sem comentários: