AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O Álvaro, esse ex-sem abrigo,

Finalmente fez-se justiça! O Estado não tem casas, nem há casas para alugar ..., por isso...

"O primeiro-ministro decidiu conceder subsídio de alojamento a Álvaro Santos Pereira e a três secretários de Estado, lê-se num despacho de Pedro Passos Coelho hoje publicado no Diário da República.
Assim, por não terem "residência permanente na cidade de Lisboa ou numa área circundante de 100 quilómetros", receberão subsídio de alojamento o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, o secretário de Estado da Defesa, Paulo Braga Lino, o secretário de Estado da Economia e Desenvolvimento Regional, Almeida Henriques, e o secretário de Estado do Empreendedorismo, Carlos Alves de Almeida.
O valor do subsídio é de 75% do valor das ajudas de custo a que têm direito e que são calculadas em função da remuneração que auferem, lê-se ainda no despacho assinado pelo primeiro-ministro."


Depois de autorizarem o Jardim a manter o regabofe e de nos deixar a pão e água, não só mantêm as mordomias, os almoços , os carros topo de gama e cartões de despesas para tudo o que é malandro, não iriam permitir que aquelas luminárias não tivessem os subsidiozinhos para arredondar o salário e permitir-lhes manter aquele ar rosadito de quem nunca apanhou o sol do Alentejo...