AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 13 de setembro de 2011


PCP - situação social na empresa AS Pereira, em Esmoriz, Ovar

Chegou ao conhecimento deste Grupo Parlamentar a denúncia da situação vivida por nove trabalhadores da empresa têxtil AS Pereira, em Esmoriz. Os trabalhadores, oito mulheres e um homem, tendo sido despedidos após o regresso de férias, garantiram à comunicação social terem recebido propostas posteriores da mesma entidade patronal para trabalharem à hora por 2,5 euros
.
Não obstante, a fábrica encerrou por “dificuldades económicas”, sendo certo que a entidade patronal, após demora na entrega do formulário para ser entregue na Segurança Social a fim de ser pago o subsídio de desemprego, terá tentado negociar a prestação futura de trabalho. 

Foi ainda noticiado que uma equipa da ACT terá estado presente, sendo de crucial importância conhecer o resultado da acção inspectiva. 

Assim, ao abrigo da alínea d) do artigo 156º da Constituição e nos termos e para os efeitos do 229º do Regimento da Assembleia da República, pergunto ao Ministro da Solidariedade e Segurança Social o seguinte: 

1. Qual o resultado da acção inspectiva da ACT na empresa AS Pereira?
2. Confirma a legalidade dos despedimentos efectuados?
3. Que medidas vai adoptar para aferir da legalidade do encerramento e consequentes despedimentos, tendo em conta a proposta de, no futuro próximo, garantir trabalho pago à hora? 

Palácio de São Bento, terça-feira, 13 de Setembro de 2011 

Deputado(a)s
JORGE MACHADO(PCP

Neste país é sempre carnaval?..


"Santana Lopes sugere aeródromos regionais"!..
Será que é para potenciar o sucesso do aeroporto de Beja?..
"164 passageiros entre 22 de Maio e 31 de Julho", o que dá a média fabulosa de 1,8 passageiros por dia!...

FRASE DO DIA - O BEIJO

A HISTÓRIA DA VALSA (dança)

Noite de Valsa (Night Waltz) by Lena Sacchetto
Atuais pesquisas apontam que o gênero musical nasceu nas classes populares da Áustria e no sul da Alemanha, onde havia várias danças similares, com nomes como Dreher (“torneiro”), Deustcher tanz (“dança alemã”) ou Walzer (“girar”, “rodar”). Provavelmente é derivativa do “The Lander”, dançada com giros rápidos e contínuos pelos camponeses da Alemanha Meridional e Baviera e, mais tarde, para deixar de ser rotulada de imoral e vulgar pelas camadas sociais mais altas, absorve também características do Minueto .
Assim, Viena acabou por ser o grande berço da Valsa, que passou a ser considerada dança de grande elegância, vindo a substituir os minuetos e gavotas. Atualmente, a valsa mantém grande prestígio no mundo da dança de salão, sendo que nos Estados Unidos assumiu um tempo mais lento, permitindo uma dança mais suave e de deslize gracioso nos movimentos de fluxo e refluxo.

Valsa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
valsas de Stauss

Valsa
Valsa (do alemão Walzer) é um gênero musical erudito de compasso binário composto (embora muitas vezes, para facilitar a leitura, seja escrita em compasso ternário). As valsas foram muito tocadas nos salões vienenses e muito dançada pela elite da época.[1]
Durante meados do século XVIII, a allemande, muito popular em França, já antecipava, em alguns aspectos, a valsa. Carl Maria von Weber, com as suas Douze Allemandes, e, mais especificamente com o Convite à dança (também conhecido por Convite à valsa), de 1820, pode ser considerado o pai do gênero.[carece de fontes?]

Os compositores mais famosos do estilo são os membros da família Strauss, Josef e Johann Strauss. O estilo foi depois reinterpretado por compositores como Frédéric Chopin, Johannes Brahms e Maurice Ravel. Johann Strauss II compôs mais de duzentas valsas. Atualmente as valsas são regularmente interpretadas pelas mais importantes orquestras mundiais.
O gênero musical gerou danças com braços entrelaçados ao nível da cintura, tornou-se logo uma dança independente com contato mais próximo entre os parceiros. No fim do século XVIII a dança passou a ser aceita pela alta sociedade - especialmente pela sociedade vienense.[2].

Danúbio azul




recolha de António Garrochinho

Algarve: Pagamento de portagens na Via do Infante já disponível para turistas
13-09-2011

A partir de 13 de setembro, estão disponíveis na área de serviço em Olhão (km 97) os meios de pagamento de portagens para veículos de matrícula estrangeira que circulem na Via do Infante/A22.  
 
Segundo a Estradas de Portugal, “os veículos de matrícula estrangeira podem optar pela aquisição de títulos pré-pagos com validade limitada temporalmente mas sem a obrigatoriedade de possuir um dispositivo eletrónico”.
A outra alternativa para os turistas é “comprar ou alugar um dispositivo eletrónico no qual é possível fazer pré-carregamento ou optar pelo débito direto na conta bancária”.
Recorde-se que para os veículos de matrícula estrangeira não está disponível a modalidade pós-pagamento, adianta a empresa pública em comunicado.
Quanto a isenções e descontos e segundo o site da Estradas de Portugal, as populações e empresas locais abrangidas terão direito a isenção nas primeiras 10 viagens mensais e a um desconto de 15% nas viagens mensais seguintes, na respectiva concessão.
Refira-se neste capítulo que a passagem sob dois ou mais pórticos sucessivos conta como uma viagem, desde que o veículo faça o percurso no intervalo de tempo expectável face à distância a percorrer e às velocidades aplicáveis na via. Uma ida e uma volta correspondem sempre a duas viagens.
Para saber mais siga o link aqui e aqui que têm a informação em língua inglesa ou se quiser informação em português clique aqui.Observatório do Algarve

'viainfante' 'portagens' 'turismo'

Contra a política de direita

Rejeitar o programa de agressão, lutar por um Portugal com futuro


Em conferência de imprensa de ontem, Jerónimo de Sousa, mais uma vez alertou para o que o PCP vem há muito denunciando: que "o país está confrontado com uma profunda recessão económica e uma dramática situação social. Uma realidade que, sendo inseparável de mais de 35 anos de política de direita, do processo de integração capitalista na União Europeia, da natureza do capitalismo e da crise, é brutalmente agravada com a concretização pelo actual governo do programa de agressão e submissão que PS, PSD e CDS subscreveram com o FMI e a União Europeia".


A espiral de afundamento do país

Disse também que "Os últimos dados divulgados pelo INE sobre a evolução da economia portuguesa têm tanto de assustador como de aviso. (No primeiro semestre do ano assistimos a quebras históricas em termos homólogos no consumo público -4,5%, no consumo privado -3,4% e no investimento -12,5%. Valores que confirmam uma perigosa espiral de afundamento do país e que ameaçam pulverizar as já de si assustadoras estimativas que apontam para uma quebra em Portugal do Produto Interno Bruto de - 2,2% em 2011 e de -1,8% em 2012.)".

Mostrou ainda que "Com mais de 3000 empresas encerradas desde o início do ano, Portugal regista hoje níveis de investimento e produção industrial idênticos aos de 1996 e a produção do sector agrícola e do sector da construção é hoje inferior à produção registada em 1995. Um processo de declínio económico e de acelerada destruição do nosso aparelho produtivo. Um salto atrás de 15 anos."


A alternativa é uma política patriótica e de esquerda

Confirmando a alternativa que vem sem apontada pelo PCP e que os Governos do PS e agora do PSD, CDS têm rejeitado, Jerónimo de Sousa afirmou, mais uma vez, que "A gravidade da situação nacional revela, a cada dia que passa, a necessidade de proceder, tal como o PCP propôs, a uma imediata renegociação da dívida pública – nos prazos, nos montantes e nos juros – libertando o país dos condicionalismos que daí recorrem e abrindo caminho para a adopção de políticas que permitam o crescimento económico e uma mais justa distribuição da riqueza". Concretizando insistiu que "a resposta aos problemas com que o país está confrontado, designadamente no plano económico, implicam um rumo inverso ao que tem vindo a ser seguido".


É preciso reagir. É preciso lutar

São necessárias medidas urgentes de combate à recessão que impliquem o controlo de importações e a sua substituição por produção nacional na agricultura, nas pescas e na indústria".
Relembrou as propostas feitas pelo PCP e a necessidade urgente de as concretizar. Reafirmou o "apelo à máxima participação dos trabalhadores e do povo português, na jornada de luta que terá lugar no próximo dia 1 de Outubro, convocada pela CGTP-IN" e a certeza de que os comunistas estarão "na linha da frente na defesa da nossa soberania, do desenvolvimento e da justiça social, de um Portugal com futuro".

Portugueses "uma mão à frente e outra atrás"

Governo anuncia uma redução de 6% na factura da luz e 2% na conta do gás para ajudar no aumento do IVA.
Segundo o"Jornal de Notícias", as famílias com baixos rendimentos, desempregados e reformados por invalidez vão beneficiar de descontos. Com o anunciado aumento do IVA de 6% para 23%, esta ajuda por parte do Governo permite atenuar os encargos das famílias mais carenciadas
Diz o Sr Ministro das Finanças, que o aumento da taxa do IVA para 23% na factura do gás e electricidade, é o que se pratica na maioria dos paises europeus. 
 Então comparemos: 
SALÁRIOS MÍNIMOS NA EUROPA 
Suíça - 2.916 € ; Luxemburgo - 1.757,56 € ; Irlanda - 1.653 €; Bélgica - 1.415,24 €; Holanda - 1.400 €; França - 1.377,70 €; Reino Unido - 1.035 €; Espanha - 748,30 € ; Portugal - 485 €
Nota: Quem faz uma consulta dos salários mínimos europeus, depara-se com um salário português de 566€. E ESTA, HEM ?????? 
blog D'Sul

O PSD e o enriquecimento ilícito – Das duas, uma!


Afinal... agora o PSD parece que já quer criminalizar o enriquecimento ilícito. Fazem bem, mas presumo que não estarão a pensar em levar a coisa para a frente com efeitos retroactivos. Passo a explicar.
Atendendo à nebulosa estória das trocas de propriedades algarvias do Presidente Cavaco, mais a pipa de massa que este embolsou com títulos do BPN comprados de favor, valorizados à pressão e vendidos com ganhos inexplicáveis, quando já tudo naquele banco era “lixo”, a começar pela própria administração... das duas uma:
1. O PSD esqueceu-se desta pequena estória
2. O PSD está muito zangado com Aníbal Cavaco Silva.
3. Isto só irá valer lá muito para o futuro.
4. Isto não passa de mais uma “fita”.
Pronto, pronto... também já reparei que as hipóteses acabaram por ser mais que duas... mas acho vocês entendem perfeitamente qual é a ideia...

Transdev quer CP, Carris, STCP e Metro de Lisboa

File:Transdev logo.png
Empresa garante que irá manter os trabalhadores que estão afectos à área operacional das unidades que forem colocadas a concurso.
A francesa Veolia Transdev tem interesse em concorrer a todas as concessões na área dos transportes que sejam abertas aos privados nos próximos tempos. 
"Estamos disponíveis. São todos 'core' para nós [as linhas de transportes públicos que deverão ser concessionadas]" afirmou Pires da Fonseca, administrador-delegado do grupo, e ex-administrador da CP e Takargo (Mota-Engil) . Fonte jornaldenegocios
Criada em França, em 1955, a TRANSDEV está localizada em quatro Continentes, Europa, África, América e Oceânia, assegurando a deslocação de 2 mil milhões de passageiros por ano.
O Grupo controla uma frota de mais de 20 mil veículos, 16 mil autocarros, 500 metropolitanos ligeiros de superfície, 90 metropolitanos, 30 comboios, 110 trolleys, 50 shuttles fluviais e mais de 4 mil veículos de Transporte a Pedido. No total a TRANSDEV conta com 47 mil colaboradores.
A Transdev emprega, em Portugal, cerca de 2100 colaboradores e detém uma frota de cerca de 1500 autocarros. 
O volume de negócios em Portugal atingiu os 173 milhões de euros em 2010, no pólo rodoviário. Em 2011, uma das fortes apostas da TRANSDEV incidirá no desenvolvimento de novas soluções de mobilidade sustentável.

blog D'Sul