AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 7 de abril de 2011

Amanhecer & palavras ousadas

olha-me sem dor…



Desenha-me no fundo da chávena

onde as borras do café

se esbarram no meu rosto.

Ainda me resta a cafeína

na cor da minha pele


[Naquela cor reproduzida

no pincel da chibata]


[Desenha-me de qualquer cor

pouco me importa]


Rasguei a carta de alforria,

a sentença, a liberdade condicional.

Retalhei-me por dentro e por fora

com o mesmo olhar negro,

com que retalharam a pele branca

da minha mãe…


Conceição Bernardino
blog Amanhecer & palavras ousadas

Lenda das Rosas - letra - vídeo - imagens





Lenda das Rosas


Letra: João Linhares Barbosa
Música: D.R. (Fado da Horas)

Na mesma campa nasceram
Duas roseiras a par
Conforme o vento as movia
Iam-se as rosas beijar

Deu uma, rosas vermelhas
Desse vermelho que os sábios
Dizem ser a cor dos lábios
Onde o amor põe centelhas
Da outra, gentis parelhas
De rosas brancas vieram
Só nisso diferentes eram
Nada mais as diferençou
A mesma seiva as criou
Na mesma campa nasceram

Dizem contos magoados
Que aquele triste coval
Fora leito nupcial
De dois jovens namorados
Que no amor contrariados
Ali se foram finar
E continuaram a amar
Lá no Além, todavia
E por isso ali havia
Duas roseiras a par

A lenda, simples, singela,
Conta mais: que as rosas brancas
Eram as mãos puras, francas
Da desditosa donzela
E ao querer beijar as mãos dela
Como na vida o fazia
A boca dele se abria
Em rosas de rubra cor
E segredavam o amor
Conforme o vento as movia

Quando as crianças passavam
Junto à linda sepultura
Toda a gente afirma e jura
Que as rosas brancas coravam
E as vermelhas se fechavam
Para ninguém lhes tocar
Mas que, alta noite, ao luar
Entre um séquito de goivos
Tal qual os lábios dos noivos
Iam-se as rosas beijar

LER PARA SABER !

O mito da classe média e os subsídio dependentes !



por Victor Nogueira a Sábado, 25 de Setembro de 2010 às 4:45
.

Leio aqui no facebook uma opinião contra os parasitas subsídio dependentes, proferida de palanque por quem é privilegiado pois tem acesso à internet e a outras "benesses" . E pergunto: parasitas os que recebem subsídios de desemprego ou similares?? Os subsídios são uma "almofada" para amortecer a revolta social e a alternativa é a miséria e a fome e a doença endémicas ! E só há uma solução: ou os biliões que têm sede e fome de justiça tomam o poder ou os Senhores do Dinheiro e da Guerra os escravizam como sub-humanos.
.
Na esteira do glorioso capitalismo que desde o século XVII se desenvolveu à custa da sobre-exploração, do colonialismo,do esclavagismo,  do saque, do genocídio,de massacres de camponeses e operários,  tudo em nome do cristianismo e da "civilização" ! Leiam Charles Dickens, Joseph Conrad, Bartolomeu de Las Casas, Zola, Balzac ou Victor Hugo, insuspeitos de serem marxistas ou comunistas. 
.
Outra alternativa é a vida na Terra ser extinta por um holocausto nuclear ou pela destruição dos recursos naturais e do meio ambiente.
.
A classe média é um mito, não existe! Aspira a ser rica e e ao doce conforto e à ilusão que lhe dão umas migalhas em tempo de vacas gordas !Aquilo que chamam "classe média" tem horror aos pobres ! Os ricos desprezam-nos e as camadas intermédias desprezam quando não odeiam os pobres e famintos  As camadas intermédias balançam na corda bamba, sem rede que lhes valha!  Sem trabalho não há criação de riqueza .
.
Citando Almeida Garret «E eu pergunto aos economistas, políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à miséria, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à infâmia, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico?» 
 .
Repito, as camadas intermédias vivem das migalhas que os ricos lhes" dãoem tempo de vacas gordas. Mas as vacas leiteiras só dão leite para Bill Gates, Belmiros de Azevedo, Jerónimos Martins,Champalimauds, Feteiras e Companhia, citados pelas  Revistas Forbes e Exame !Os bilionários em 2009 eram 793 e com a recuperação económica fez subir para 1011 com apenas 89 mulheres dentro do rank. Entre os multimilionários estão os senhores do Google, do Facebook, da Microsoft ... Esses é que mandam e  os outros, que desacreditam a Política, a República e a Democracia, em nome do Súcialismo, da Súcial Demo-cracia ou da Demo-Cracia Cristã, não passam de capatazes e testas de ferro.
.
Termino citando Lincoln porque Marx e Brecht são "os suspeitos do costume" e "incomodam" os analfabetos políticos de que fala Brecht
.
Pode-se enganar todas as pessoas por algum tempo e algumas pessoas durante todo o tempo. Mas não se pode enganar todo o mundo por todo o tempo. (Lincoln) .
.
- O trabalho é mais importante e é independente do que o capital. O capital é apenas o fruto do trabalho, e não existiria sem ele. O trabalho é superior ao capital e merece a consideração mais elevada. (Lincoln) .
.
- Antes, cumpre-nos a nós os presentes, dedicarmo-nos à importante tarefa que temos pela frente – que estes mortos veneráveis nos inspirem maior devoção à causa pela qual deram a última medida transbordante de devoção – que todos nós aqui presentes solenemente admitamos que esses homens não morreram em vão, que esta Nação com a graça de Deus venha gerar uma nova Liberdade, e que o governo do povo, pelo povo e para o povo jamais desaparecerá da face da terra. (Abraham Lincoln - Discurso de Gettysburg (19 de Novembro de 1863)
.
- Deixo  hiperligações para quem queira saber mais sobre os senhores do dinheiro e suas vítimas:
 .


.
A pobreza no Mundo
.

.

.
.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_pa%C3%ADses_por_%C3%8Dndice_de_Desenvolvimento_Humano

O MITO DA CLASSE MÉDIA E OS SUBSÍDIOS DEPENDENTES !

Condicionamento do eleitorado.


Condicionamento do eleitorado: aula de 6 de abril de 2011




O recurso ao FEEF/FMI antes das eleições tenta condicionar o eleitorado a votar apenas nos partidos que acordaram o seu resgate PS/PSD, pois estes como negociaram a questão, aparecem como melhor informados/preparados/relacionados para com os nossos mais recentes credores.

A sondagem que dá 6 pontos de diferença entre PS e PSD tenta condicionar os eleitores descontentes destes partidos a repensar o seu voto em BE , PCP, ou CDS, pois a parca diferença leva a pensar que será uma eleição disputada até ao último voto entre PS e PSD.

Não deixes que o Pavlov vote por ti, há mais política fora do PS(D).