AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 18 de março de 2011

Os políticos também têm que ser responsabilizados !

Qualquer automobilista é responsabilizado pelas suas acções no trânsito.
Um restaurante é responsabilizado pelo que serve à mesa.
Um médico é responsabilizado pela sua conduta profissional Então, por que razão, nenhum político é responsabilizado pelos seus actos?
Instalou-se mundialmente um sistema de intocabilidade religiosa em dois meios fortemente interligados, que são o financeiro e o político.
O pior que pode acontecer a um financeiro ou a um político é não ser reeleito para o seu cargo. As desgraças que as suas actuações causam a tanta gente são consideradas irrelevantes.
Isto está profundamente errado!
Procurar vestígios de corrupção, para ver se algum banqueiro ou governante acumulou fortunas pessoais de forma ilegal, é apenas um levantar de uma cortina de fumo, para não mostrar a verdadeira gravidade da situação.
Os seus comportamentos devem ser vistos, individualmente, assim como as origens das feridas, que as suas acções causaram, com efeitos nefastos, ao povo.

AS PROIBIÇÕES DE ONTEM E DE HOJE !

- As enfermeiras não se podiam casar.
- As professoras só podiam casar com homens que demonstrassem ser economicamente superiores a elas.
- Os militares só podiam casar com meninas comprovadamente decentes.
- Para usar isqueiro era preciso uma licença que custava bastante dinheiro.
- As hospedeiras também não podiam casar.
- Eram proibidos ajuntamentos de pessoas nas ruas.
- Não havia liberdade de expressão nem de religião.
- Eram proibidos os partidos políticos.
- Existia a PIDE/DGS
- Existia a censura.
- etc. etc. etc.

ACTUALMENTE
- A polícia reprime as manisfestações sindicais.
- Existem as escutas.
-Existe censura.
- Fotografam-se elementos de esquerda em actividades sindicais e políticas.
Agora é proibido ter uma réplica de uma pistola em plástico, sem a respectiva licença de porte de arma (do tipo F).
Agora é proibido pescar sem pagar uma licença.
Agora é proibido dar dinheiro a uma namorada ou a um irmão, sem o declarar e pagar imposto sobre a dádiva.
Agora é proibido colher legumes frescos de uma horta para os servir num restaurante
Agora não podemos criar nem matar o porco.
Agora é proibido fazer um queijo ou um bolo em casa para vender numa feira ou onde quer que seja
Agora, as autoridades podem entrar em nossa casa depois do por-do-sol
Agora temos a nossa vida controlada electronicamente, e todos os nosso passos ficam registados.

António Garrochinho

O TEU 13º MÊS NÃO EXISTE ! FAZ AS CONTAS ! VÁ Á PAGINA INICIAL DO BLOGUE E VEJA MAIS EXPLICAÇÕES.

O Teu 13º Mês Não Existe  ...

FAZ AS CONTAS (VERDADE OCULTA)



Os ingleses pagam à semana e claro, administrativamente é uma seca!
Mas ... diz-se que há sempre uma razão para as coisas!
Ora bem, cá está um exemplo aritmético simples que não exige altos conhecimentos de Matemática mas talvez necessite de conhecimentos médios de desmontagem de retórica enganosa. Que é esta que constroi mitos paternalistas e abençoados que a malta mais pobre, estupidamente atenta e obrigada, come sem pensar!

Uma forma de desmascarar os brilhantes neo-liberais e os seus técnicos (lacaios) que recebem pensões de ouro para nos enganarem com as suas brilhantes teorias...

Fala-se que o governo pode vir a não pagar aos funcionários públicos o 13º mês.

Se o fizerem, é uma roubalheira sobre outra roubalheira.

Perguntarão porquê.

Respondo: Porque o 13º mês não existe.


O 13º mês é uma das mais escandalosas de todas as mentiras do sistema capitalista, e é justamente aquela que os trabalhadores mais acreditam.

Eis aqui uma modesta demonstração aritmética de como foi fácil enganar os trabalhadores.

Suponhamos que você ganha € 700,00 por mês. Multiplicando-se esse salário por 12 meses,
você recebe um total de € 8.400,00 por um ano de doze meses.

€ 700*12 = € 8.400,00

Em Dezembro, o generoso patrão cristão manda então pagar-lhe o conhecido 13º mês.

€ 8.400,00 + 13º mês = € 9.100,00

€ 8.400,00 (Salário anual) + € 700,00 (13º mês) = € 9.100 (Salário anual mais o 13º mês)

O trabalhador vai para casa todo feliz com o patrão.

Agora veja bem o que acontece quando o trabalhador se predispõe a fazer umas simples contas
que aprendeu no 1º Ciclo:

Se o trabalhador recebe € 700,00 mês e o mês tem quatro semanas, significa que ganha por semana € 175,00.

€ 700,00 (Salário mensal) / 4 (semanas do mês) = € 175,00 (Salário semanal)

O ano tem 52 semanas. Se multiplicarmos € 175,00 (Salário semanal) por 52 (número de semanas anuais) o resultado será € 9.100,00.

€ 700,00 (Salário semanal) * 52 (número de semanas anuais) = € 9.100.00

O resultado acima é o mesmo valor do Salário anual mais o 13º mês

Surpresa, surpresa ? Onde está portanto o 13º Mês?

A explicação é simples, embora os nossos conhecidos líderes nunca se tenham dado conta desse facto simples.

A resposta é que o patrão lhe rouba uma parte do salário durante todo o ano, pela simples razão de que há meses com 30 dias, outros com 31 e também meses com quatro ou cinco semanas (ainda assim,
apesar de cinco semanas o patrão só paga quatro semanas) o salário é o mesmo tenha o mês 30 ou 31 dias, quatro ou cinco semanas.

No final do ano o generoso patrão presenteia o trabalhador com um 13º mês, cujo dinheiro saiu do próprio bolso do trabalhador.

Se o governo retirar o 13º mês aos trabalhadores da função pública, o roubo é duplo.

Daí que, como palavra final para os trabalhadores inteligentes. Não existe nenhum 13º mês.
O patrão apenas devolve o que sorrateiramente lhe surrupiou do salário anual.


Conclusão:
Os Trabalhadores recebem o que já trabalharam e não um adicional.

(por D.L.)

VEJA OS SALÁRIOS NA EUROPA ! COMPARE !

Veja os Salários na Europa !

.

A lista abaixo foi tirada do site www.worldsalaries.org feita com base nos cálculos do ano 2010.

1. Dinamarca: -------- 1850 euros por mês
2. Luxemburgo: ------- 1570 euros por mês
3. Irlanda: ---------- 1403 euros por mês
4. Suécia: ----------- 1382 euros por mês
5. Reino Unido: ------ 1361 euros por mês
6. Holanda: ---------- 1301 euros por mês
7. Alemanha: --------- 1277 euros por mês
8. Bélgica: ---------- 1258 euros por mês
9. França: ----------- 1254 euros por mês
10. Finlândia: ------- 1160 euros por mês
11. Áustria: --------- 1000 euros por mês
12. Itália: ---------- 866 euros por mês
13. Espanha: --------- 666 euros por mês
14. Grécia: ---------- 657 euros por mês
15. Malta: ----------- 585 euros por mês
16. Eslovénia: ------- 522 euros por mês
17. Portugal: -------- 470 euros por mês
18. Chipre: ---------- 409 euros por mês
19. República Checa: - 288 euros por mês
20. Hungria: --------- 258 euros por mês
21. Polônia: --------- 246 euros por mês
22. Estonia: --------- 230 euros por mês
23. Eslováquia: ------ 217 euros por mês
24. Lituânia: -------- 174 euros por mês
25. Letónia: --------- 172 euros por mês
26. Roménia: --------- 114 euros por mês
27. Bulgária: -------- 92 euros por mês


(por T.N.)
.

A PROPÓSITO DO 13º MÊS, VAMOS FAZER CONTAS DE SUMIR ! MAS QUE RAIO É QUE O PATRÃO NOS DEU !

13º mês – Vamos brincar às contas de sumir...


O décimo terceiro mês nunca existiu! Olha... este emparveceu! - pensam vocês - Claro que só existem 12 meses...
Não, não estou a falar dos meses do calendário, mas sim dos meses em ordenados. Do célebre e aplaudido décimo terceiro mês. Não existe! É um truque de prestidigitação! Mas o melhor é fazer isto como se contasse uma estória
Era uma vez um patrão que tinha vários trabalhadores, aos quais pagava 250 euros por semana. Um dia, foi ter com os trabalhadores e disse:
- Meus senhores e minhas senhoras, tenho uma proposta para vos fazer. É um favor que farão à empresa, que não vos vai custar um cêntimo, mas que será um alívio para o nosso departamento de contabilidade. Proponho que a partir de agora, todos os trabalhadores continuem a ganhar os mesmíssimos 250 euros por semana... mas vamos passar a pagar ao mês. Portanto, 1.000 euros por mês. Para recompensar a vossa compreensão e o alívio para o contabilista... e atendendo a que por mais que se faça, quando chega o verão há sempre vontade de passar uns dias fora, dar uns passeios, há sempre umas despesas extra... passarei a pagar-vos um décimo terceiro mês, igualmente de 1.000 euros, para se divertirem e gastarem como quiserem.
Os trabalhadores acharam muito bem, ficaram muito felizes com aquele ordenado extra e sentiram-se tão acarinhados pelo patrão que, durante muito tempo, não tiveram coragem de lhe exigir mais nada... sendo que alguns nem se importaram de começar a ser chamados de “colaboradores”.
Até que um dia, o “implicante” lá da empresa, sentou-se num café e começou a rabiscar umas contas.
- 1.000 euros por mês, vezes doze meses, dá 12.000 euros.
- 12.000 mais os mil do décimo terceiro mês, dá 13.000 euros.
Ora, se o ano tem 52 semanas...
- 52 semanas, vezes os antigos 250 euros por semana, dá... 13.000 euros.
Como? Deixa lá ver... dois vezes nada, nada, dois vezes cinco, dez... ... ... ... 13.000 euros!!!

- Mas afinal... que raio é que o patrão nos deu?!
(Eu também nunca tinha feito estas contas
pub Samuel
blog O Cantigueiro

INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE O FACEBOOK

Importante sobre Facebook

Para quem tem facebook (quem não tiver, pode aproveitar para mandar a quem tenha).

Atenção: O Facebook lançou o Facebook Places.
Qualquer um pode descobrir de onde estamos a falar pelo Facebook, fornecendo inclusivamente o mapa de onde estamos situados!
Era uma opção do facebook que só estava activa nos Estados Unidos, mas pelos vistos agora já veio para Portugal.
Agora conseguem descobrir através do facebook onde é que nós estamos com o computador...
Assustador. Já tirei essa opção do meu. Sugiro que façam o mesmo.
Seguem as instruções:
Para não ter esta função vão a:

"Conta"

"Definições de Conta"

"Notificações"

Façam "Page Down" (procurem) até verem "Locais"

Desmarquem os dois quadrados

Nao esquecer de CONFIRMAR AS ALTERAÇÕES NO FINAL.

blog Sobre (os)saltos