AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


domingo, 27 de novembro de 2011

Triste refrão


Dentro deste silêncio
Existe a fúria de um sentimento
Amor quando dói grita no peito
E a solidão consome o sujeito

Sou só eu sem você
E não adianta eu querer
Por mais que lute contra esta dor
Ela é a ferida de um grande amor

Eu tento  fazer da saudade poesia
Mas a solidão não se cura com a fantasia
E é por isso que sempre escrevo o mesmo refrão
Onde a felicidade não rima com o meu coração...
 
Saulo Prado
blog Meu mundo quadrado
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário